Outubro Rosa: servidores poderão doar cabelo para confecção de perucas

O TST será palco de uma iniciativa social importante em outubro. O mês é o escolhido para concentrar os esforços no combate ao câncer de mama. O movimento Outubro Rosa também já é uma iniciativa internacional para incentivar o autoexame e a realização de exames de imagem periódicos e/ou de mamografias (a partir dos 40 anos).

Pensando nisso, o projeto Valor do Ser quer incentivar servidores, estagiários e colaboradores a doarem cabelo para a confecção de perucas durante as comemorações da 20ª Semana do Servidor. A ação “Inove seu visual e renove as esperanças de alguém” contará com a parceria do Salão do TST (MG Salão), que promoverá cortes gratuitos no dia 17 de outubro (quarta-feira) para quem se propuser a doar pelo menos dez centímetros das madeixas.  Quem preferir, também pode trazer o cabelo já cortado em outro salão no período de 15 a 18 de outubro.

Os fios serão doados para a Associação Brasiliense de Apoio ao Paciente com Câncer (ABAC Luz), para a confecção de perucas para as mulheres que estão em tratamento contra o câncer de mama. Os interessados devem marcar horário no salão, que fica na Garagem do TST, pelos ramais 4297 ou 4497.  

Dicas para quem for doar

É importante lembrar que o cabelo deve estar lavado, seco e ao natural (sem chapinha ou escova) e não ter caído no chão. Deve estar trançado ou amarrado com um elástico bem preso, para que os fios não se soltem. Quem tiver pintura e/ou mexas também pode doar seguindo os mesmos procedimentos.

Prédio Rosa

Até o fim de outubro, todo o prédio do TST também estará iluminado com a cor rosa, como forma de lembrar as mulheres da importância da prevenção e do combate ao câncer de mama.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), esse é o tipo de câncer que mais mata mulheres no Brasil e no mundo, atrás apenas dos casos de câncer de pele não melanoma. A estimativa é de que até o fim de 2018 surjam 59.700 novos casos da doença só no Brasil.

Fatores de risco

Alguns fatores podem favorecer o aparecimento da doença.

São eles:

- idade acima dos 50 anos;

- menopausa depois dos 54 anos;

- primeiro filho depois dos 40 anos;

- obesidade;

- consumo de álcool em excesso;

- má-alimentação; e

- falta de atividade física.

(Juliane Sacerdote/TG)

 


 


Conteúdo de Responsabilidade da SECOM
Secretaria de Comunicação Social
Email: secom@tst.jus.br
Telefone: 3043-4907