Dia do Jovem: aprendizes relatam suas experiências no TST

Em: 12 de Abril de 2019 às 06:47 PM

No dia 13 de abril é celebrado o Dia do Jovem. A data comemora um importante período da formação humana: a juventude, fase de descobertas, autoconhecimento, experiências, aventuras e escolhas que marcarão toda a vida.

Segundo a Emenda Constitucional 65/2010, resultado da chamada “PEC da Juventude”, são consideradas jovens todas as pessoas com idade entre 15 e 29 anos. Atualmente, o TST emprega 41 jovens aprendizes e estagiários lotados em gabinetes, secretarias, coordenadorias e outras unidades. Conciliando o trabalho com os estudos, eles colaboram com o funcionamento do Tribunal e se preparam para enfrentar as facetas do mercado de trabalho e da vida adulta.

“É uma experiência única de aprendizado e crescimento”, observa Bárbara Dalila de Queiroz, jovem aprendiz lotada na Coordenadoria de Desenvolvimento de Pessoas (CDEP) sobre a importância da oportunidade oferecida pelo TST na sua formação. A adolescente, que começou na Secretaria de Saúde (SESAUD) e foi transferida para a CDEP, afirma que o programa de aprendizagem auxilia na escolha da futura profissão e aumenta as suas perspectivas em relação ao universo do trabalho.

Para o jovem aprendiz Pablo Aires de Sousa, a cooperação e a harmonia da equipe do Gabinete do Ministro Lelio Bentes Corrêa (GMLBC) são experiências que levará consigo para toda a vida. Ele relata que, mesmo após um ano e dez meses no setor, o sentimento de ser querido por servidores e prestadores de serviço é algo presente em sua rotina de trabalho. “Ser jovem é se preocupar com o futuro, mas também aproveitar todas as oportunidades e chances oferecidas durante a vida”, define.

Conhecimento

A supervisora da Seção de Seleção e Carreira, Ekaterini Sofoulis, ressalta que o Tribunal, além de oferecer o benefício da bolsa-salário, acompanha, por meio da Coordenadoria de Desenvolvimento de Pessoas (CDEP) o desempenho escolar do jovem desde o seu ingresso no programa. “Nós os parabenizamos quando apresentam boas notas, mas também tentamos entender quando acontece um baixo rendimento”, explica. “Quando o período de dois anos se encerra, realizamos uma formatura e entregamos certificados. É o fechamento de um ciclo, mas entendemos que a vivência e o conhecimento adquiridos aqui serão levados adiante”.

 

(Igor Tarcízio/CF Fotos: Giovanna Bembom)

 

Última Modificação: 12 de Abril de 2019 às 06:51 PM

 


Conteúdo de Responsabilidade da SECOM
Secretaria de Comunicação Social
Email: secom@tst.jus.br
Telefone: 3043-4907