Instituições sociais do DF são beneficiadas por doações do TST

Foram doados os valores arrecadados nas vendas do Bazar Solidário, evento realizado em março em celebração ao Dia da Mulher

Duas instituições sociais de Brasília receberam, nesta quarta-feira (10), doação de roupas e mais de R$ 8 mil do Tribunal Superior do Trabalho. O montante foi arrecadado durante o Bazar Solidário, evento voltado às prestadoras de serviço em comemoração ao Dia da Mulher.  A entrega do cheque foi feita à instituição Casa do Carinho, pelo presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Brito Pereira, e pela ministra Delaíde Miranda Arantes, idealizadora do bazar. As roupas não vendidas no Bazar foram doadas à ONG Visão Mundial. 

 “Eu tenho esse lema:‘descubra a felicidade de servir’. Entregamos donativos a duas entidades que servem com projetos sociais significativos”, destacou o presidente do TST. 

Durante a cerimônia, realizada no Salão Nobre da Presidência, o ministro agradeceu a todos os servidores que contribuíram com as doações para o Bazar e às prestadoras de serviço que participaram do evento adquirindo os produtos doados por valores simbólicos. 

Instituições

A Casa do Carinho, localizada em Ceilândia, recebeu o total de R$ 8.652 arrecadados com as vendas do bazar. No espaço são atendidos menores que sofrem de doenças, como síndromes graves ou incuráveis, e que foram abandonados pelas famílias. 

Segundo o presidente da instituição, Mc Arthur Andrade, o valor será utilizado para a compra de um gerador de energia elétrica, essencial para os cuidados das 15 crianças atendidas atualmente. 

“Nossas crianças dependem de respiração artificial, elas têm ventiladores que funcionam com energia elétrica. Assim, quando falta luz ficamos em uma situação bastante complicada”, enfatizou o presidente da Casa do Carinho.

O projeto existe há oito anos e já atendeu 190 crianças. Em fevereiro, eles conseguiram inaugurar um novo prédio em um terreno comprado com doações de voluntários. A construção foi possível graças à Justiça do Trabalho e ao Ministério Público do Trabalho, que destinaram à instituição cerca de R$ 500 mil decorrentes de condenações a empresas brasilienses por danos morais coletivos.

Mulheres Poderosas

Os objetos que não foram vendidos no Bazar Solidário também ganharam uma destinação: a ONG Visão Mundial. O grupo, intitulado Mulheres Poderosas, funciona na Estrutural. Lá, várias mulheres se reúnem para participar de palestras, rodas de conversa e oficinas de artesanato. 

“Os servidores do TST estão de parabéns. Vocês não imaginam como essa ação vai impactar a vida dessas mulheres”, destacou o diretor de relações institucionais da ONG, pastor Wellinton Pereira. “Nosso mundo precisa mais de pequenas atitudes como essa, que guardam em si, potenciais de transformação social”, agradeceu.

Bazar Solidário

O Bazar Solidário faz parte do projeto  “Valor do Ser”, idealizado pela ministra Delaíde Miranda Arantes. 

Neste ano, mais de três mil peças foram doadas por ministros e servidores. Todas foram limpas, catalogadas e organizadas por 11 voluntários e colocadas à venda no dia 15 de março. 

(Juliane Sacerdote/TG)


 


Conteúdo de Responsabilidade da SECOM
Secretaria de Comunicação Social
Email: secom@tst.jus.br
Telefone: 3043-4907