Funpresp-Jud tira dúvidas sobre adesão e migração ao Regime de Previdência Complementar em palestra no TST

Em: 14 de Março de 2019 às 06:29 PM

Os servidores do TST têm até o dia 29 de março para decidir sobre a migração do Regime de Previdência Complementar. Para esclarecer dúvidas, o diretor-presidente da Funpresp-Jud, Amarildo Vieira de Oliveira, veio ao TST nesta quinta-feira (14) para proferir  a palestra  “Previdência Complementar  Funpresp-Jud, Migração de Regime e Impactos da Reforma da Previdência".  O evento foi realizado no auditório do 5º andar do Bloco B.

O dirigente afirmou que migração de regime significa sair da regra de paridade ou da média salarial e ir para a regra que limita a aposentadoria ao teto do INSS. “Já a adesão é um segundo passo, é a complementação da aposentadoria, tendo um benefício especial, o teto do INSS e uma complementação de aposentadoria paga pela Funpresp-Jud”, ressaltou.

Segundo Amarildo de Oliveira, a adesão ao Regime de Previdência Complementar é facilitada via plano de benefícios administrado pela Funpresp-Jud.

Durante o evento, o dirigente demonstrou a situação de quem aderiu e migrou para o regime e tem a contribuição normal de 6,5% a 8,5%.  Deu exemplos de como aderir e fazer jus ao Fundo de Cobertura de Benefícios Extraordinários (FCBE), como ter paridade contributiva com o órgão patrocinador e para ter renda por sobrevivência, por aposentadoria por invalidez, por pensão por morte do participante, entre outros.  

A favor da migração o diretor-presidente considerou a Reforma da Previdência, o reajuste dos quintos (VPNI), a proteção contra o decesso remuneratório na aposentadoria, o benefício fiscal, o reajuste anual dos proventos, a redução do PSSS (proteção contra reajustes) e a pensão optativa.

Perguntado se deve migrar de regime, Amarildo Vieira afirmou que o servidor não deve se deixar influenciar pelos colegas que migraram. “Se decidir optar, lembre-se de que a decisão é individual, irrevogável e irretratável”, concluiu.

(Viviane Gomes/TG Fotos: Fellipe Sampaio)

Última Modificação: 14 de Março de 2019 às 06:35 PM

 


Conteúdo de Responsabilidade da SECOM
Secretaria de Comunicação Social
Email: secom@tst.jus.br
Telefone: 3043-4907